• Dr Alessandro Prudente

5 dicas para evitar pedras nos rins!

Atualizado: 13 de Jul de 2020

As pedras nos rins (litíase urinária) são um problema de saúde que acomete até 15% de nossa população. Há estudos que mostram que a dor relacionada à crise de cólica renal está entre as piores que podem ser sentidas por uma pessoa e é comparável à dor do parto!! Para piorar, sabemos que alguém que trata pedra de rim tem uma chance de até 50% de apresentar o problema novamente.

Portanto, nada melhor do que prevenir um problema tão sério e frequente, não é mesmo?

Para ajudar nessa prevenção, escrevi aqui CINCO dicas importantes e que devem ser seguidas se você quer evitar a formação de cálculos (pedras) nos seus rins:


1- Beba bastante água: Essa já é muito conhecida da população geral. A água tem diversos benefícios para nosso organismo, mas, quando pensamos em pedras nos rins, ela é infalível. A água atua em todas as fases do processo, ou seja, evita a formação dos primeiros cristais, reduz a chance de eles se aglomerarem e ainda facilitam a eliminação sem dor daqueles menores que surgiram. A quantidade ideal de água por dia varia com o peso da pessoa, mas para a maioria de nossa população a ingesta de 1,5 a 2 litros de água é suficiente para protegê-la desse e de outros males. Por isso, não perca tempo, vá buscar um copo de água agora mesmo, enquanto lê as outras dicas!!


2- Reduzir a ingesta de sal na dieta: O sal (cloreto de sódio) em excesso pode causar vários males já bem conhecidos, como, por exemplo, o aumento da pressão arterial. No entanto, sabemos que a alta ingesta de sal também aumenta a eliminação de outro mineral (cálcio) na urina e consequentemente, aumenta a chance de formação de pedras nos rins. É importante salientar que atualmente o sal está presente em muitos alimentos além daquele que usamos para temperar a comida. Por exemplo, os alimentos industrializados, processados e defumados são alguns dos que possuem grande quantidade de sal em sua composição. Até a água com gás costuma conter o cloreto de sódio e pode ser prejudicial se ingerida em excesso. Portanto, cuidado com o sal!!


3- Aumente a ingesta de frutas cítricas: O citrato presente em frutas cítricas, como limão, laranja, kiwi, etc, é um potente inibidor da formação de pedras nos rins. Essa substância também pode ser ingerida na forma de medicamento que só deve ser usado sob prescrição médica. Enquanto isso, que tal um copinho de suco de limão hein??


4- Reduzir a ingesta de proteínas animais: O excesso de proteínas animais como aquelas encontradas nas carnes, por exemplo, podem aumentar o risco de formação de um tipo específico de pedra de rim, composta de ácido úrico, a mesma molécula que encontramos em pacientes que possuem gota. Assim, para não correr esse risco, sugiro balancear sua dieta evitando o excesso de proteínas.


5- Fazer avaliação periódica dos rins caso você ou algum familiar tenha história de pedra de rins: Sabemos que a litíase urinária é uma doença com importante componente familiar e alta taxa de recorrência, ou seja, se você tem parentes com esse problema ou você mesmo já teve e eliminou uma pedra de rim, existe uma alta chance de enfrentar esse drama em algum momento futuro. Quando fazemos exames periódicos, como ultrassom por exemplo, é possível identificar cálculos menores, antes de seu crescimento, e assim poder tratar de forma menos invasiva, em outras palavras, usando medicações e dieta e evitando cirurgias.


Gostou dessas dicas?? Espero que tenham sido úteis. Para mais informações semelhantes continue seguindo as mídias do Urologia Hoje em Dia!!!


13 visualizações0 comentário
Agende sua Consulta
Itajaí
Clínica Médica Fazenda
(47) 3348-8855
(47) 9 9769-7653
Av. Sete de Setembro, 2087,
Fazenda, Itajaí - SC
Outros Canais 
LinkedIn